Foto: Divulgação GEA

A vitória do Grêmio Anápolis diante do América (3×2), na tarde deste domingo (9), no Centro Esportivo João Vilela, em Morrinhos, mais que confirmar 100% de aproveitamento do técnico Édson Júnior (dois jogos, duas vitórias), foi estratégica na busca pela classificação às semifinais.

Com o triunfo, o GEA mantém-se na vice liderança do grupo B da Divisão de Acesso, com um ponto à frente do Novo Horizonte, mas com um jogo a menos que o adversário. O time de Édson Júnior manteve a pegada no aspecto técnico e a qualidade técnica mesmo com a perda de vários jogadores nas últimas semanas.

Na próxima rodada o Grêmio recebe o Monte Cristo no Jonas Duarte. Se o GEA vencer sua partida e a Anapolina bater o Novo Horizonte fora de casa, as duas equipes de Anápolis se classificam. O América folga na 3ª rodada.

1º Tempo

O jogo começou muito disputado. Nos primeiros quinze minutos foram criadas poucas chances de gol. Aos 17, jogada polêmica quando uma bola cruzada na área tocou na mão do zagueiro Waldson, mas o árbitro Rubens Paulo dos Santos não marcou.

Dois minutos depois Waldson foi ao ataque e, no cruzamento, cabeceou de forma certeira. O goleiro Cleysson fez grande defesa. No primeiro tempo o goleiro Tom, do Grêmio, foi mero espectador. No América o destaque foi o meia Vinícius, habilidoso, com boas jogadas de criação.

O gol do GEA saiu aos 39 minutos. Marcos Vinícius fez um grande lançamento para Bruno Leite. O ala, improvisado como meia, entrou em velocidade, bateu forte e estufou as redes. Sem chances para o goleiro americano.

2º Tempo

O segundo gol do Grêmio foi de pênalti. Logo no início do segundo tempo. A bola bateu na mão do zagueiro do América, Lídio, para evitar chapéu que seria aplicado por Arthur. O árbitro não marcou, mas quem assinalou o pênalti foi o auxiliar Alexandre Amaral. O meia Arthur bateu bem e fez o segundo do GEA.

O terceiro gol poderia ter saído também de pênalti. Começou com falta em cima do ala/meia, Bruno Leite calçado na área. Mas o ala Clayton Sales, com displicência, bateu mal e o goleiro Cleysson foi bem na bola e fez a defesa.

Mas, se não foi de pênalti, foi com a bola rolando. Aos 38, o meia Danúbio, que havia acabado de entrar na partida, foi lançado na área. Ficou na cara do goleiro. Com tranquilidade, ele deu apenas um toque por baixo na bola, estufando as redes.

O primeiro tento do América saiu numa falha do goleiro Tom. Facilitou para Lucão diminuir para o time americano. O segundo do Fantasma foi de pênalti, duvidoso, cometido pelo zagueiro Luisão. Vinícius, com categoria, marcou mais um para o América. Mas ficou assim: 2 a 1 para o GEA.

Jogos da 2ª rodada do 2º Turno da Divisão de Acesso:
Monte Cristo 1×2 Novo Horizonte
América 2×3 Grêmio Anápolis
Santa Helena 0x1 Evangélica
Seg (10) – 20h30: Aparecida x Goiânia

Ficha técnica:
América 2×3 Grêmio Anápolis

Motivo: 2ª rodada do 2º Turno da Divisão de Acesso
Local:
Estádio João Vilela, em Morrinhos
Data: 09/07/2017
Horário: 16h
Árbitro: Rubens Paulo dos Santos
Assistentes: Alexandre Amaral e Adriano Mendes
Público pagante: 148 pessoas
Renda: R$ 1.613,00
Cartões amarelos: Lídio (Ame) 1ºT; Arthur, Rodrigo Mucuri e Victor Hugo (Gre) 1ºT; Vinícius (Ame) 2º T; Rangel, Danúbio e Wires (Gre) 2º T
Gols: Bruno Leite (Gre) 39’1º; Arthur (Gre) pênalti 7’2º; Danúbio (Gre) 38’2º; Lucão (Ame) 46’2º; e Vinícius (Ame) 48’2º

AMÉRICA – Cleysson; Índio (Mateus Carioca), Lídio, Rogério e Marcelo; Roger, Mayck (Lucão), Irlan e Vinícius; Flávio e Adailson
Técnico – Coutinho
GRÊMIO ANÁPOLIS – Tom; Clayton Sales, Waldson, Luisão e Caio; Wires (Matheus Magro), Rangel, Bruno Leite (Danúbio) e Arthur (Victor Hugo); Zé Uilton e Marcos Vinícius
Técnico – Édson Júnior

Deixe uma resposta